Saúde

Tatuagem e ressonância magnética: existem riscos?

Publicado por Veja Notícias no dia 12/07/2021 as 10:09

Provavelmente você já ouviu por aí que quem tem tatuagem não pode fazer o exame de ressonância magnética. Mas será que essa afirmação é verdadeira? E se for verdade, como as pessoas que necessitam realizar esse exame podem proceder caso tenham uma tatuagem?

Para responder estes questionamentos é preciso entender alguns pontos. Então para conseguir essas respostas continue lendo esse artigo.

O que é Ressonância Magnética?

De acordo com o artigo escrito pela STAR Telerradiologia, a ressonância magnética é um exame que, diferente do raio x, não utiliza radiação, e sim ondas magnéticas que atravessam o corpo e possibilitam a formação de imagens dos órgãos e tecidos.

Uma imagem formada na ressonância magnética apresenta diversos padrões, uma vez que as ondas magnéticas circulam o corpo e conseguem fotografar milhares de instantes. No computador, essas imagens são arquivadas em alta qualidade e são tratadas para que os médicos possam fazer sua avaliação pautados no melhor resultado possível.

E quem tem tatuagem, pode fazer uma ressonância magnética?

Essa resposta é relativa e vai depender de paciente para paciente.

O problema está na composição da tinta usada para fazer as tatuagens. Essas tintas contêm ferro, e o ferro em contato com as ondas magnéticas pode esquentar e acabar causando queimaduras na pele do paciente.

Por se tornar uma fonte de eletricidade em contato com o magnetismo, o ferro também pode transformar a tatuagem durante a ressonância.

As tatuagens que mais preocupam na ressonância são as localizadas perto dos olhos, já que essa região do corpo tem uma sensibilidade maior ao calor. E não se esqueça que as sobrancelhas definitivas também contêm certa quantia de ferro, gerando a mesma preocupação.

Então esses são os riscos para quem tem tatuagem e precisa fazer uma ressonância: queimaduras de primeiro e segundo grau, alteração no desenho da tatuagem, além de dor moderada e inchaço no local.

Qual alternativa para quem tem tatuagem e precisa fazer uma ressonância?

Embora os riscos acima comentados existam, são poucos os casos das pessoas que reportaram algum problema com as tatuagens após realizar uma ressonância magnética.

O mais indicado é que o paciente esteja em contato com o médico, informe o local e tamanho da tatuagem e decida junto com ele se vale a pena lidar com os riscos.

Piercings e maquiagem também merecem atenção na hora de realizar a ressonância magnética

Embora seja mais comentado sobre os riscos da tatuagem para as pessoas que precisam realizar uma ressonância, esse não é o único ponto que deve ser analisado antes de marcar o procedimento. O problema principal da tatuagem é o ferro, então é preciso ficar atento sobre outros tipos de metais que podem estar presentes no corpo.

Um exemplo é quem utiliza aparelho ortodôntico, piercings e as famosas maquiagens definitivas. Outros itens como implantes, marcapassos e pinos devem ser informados para o médico, já que todos eles apresentam substancias que podem causar algum tipo de problema na hora do exame.

Vale lembrar que em alguns casos, o médico pode optar por cancelar o exame de ressonância e optar por outros meios para conseguir o diagnóstico.

Como é o exame de ressonância magnética?

Apesar de ser um exame muito conhecido, nem todas as pessoas passaram pela experiência de realizar uma ressonância magnética. Isso porque se trata de um exame muito detalhado e sofisticado para detectar doenças mais sérias e lesões graves.

A maior parte das pessoas que fizeram o exame alegaram que o barulho feito pelo aparelho durante o processo foi o que mais incomodou. Outras alegaram que ficar imóvel dentro de um local tão apertado pode ser um tanto quanto desconfortável.

A maior parte das pessoas que tem tatuagem e já passaram pelo procedimento afirmaram que sentiram apenas um leve desconforto e uma ardência no local onde a tatuagem foi feita, que pode ser contido com um pano úmido sobre a pele.

Para aqueles que têm claustrofobia – medo de lugares fechados – é indicado conversar antes com o médico para que não haja aflição na hora do exame.

Conclusão

Assim como outros exames de imagem, como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética é solicitada por muitos médicos para detectar a existência de alguma doença ou anomalia nos órgãos e tecidos internos.

Quem tem tatuagem corre alguns riscos ao passar por esse exame, já que a tinta da tatuagem contém uma quantidade de ferro que pode ser nociva para o paciente quando em contato com as ondas magnéticas.

E para ressaltar: ao chegar na clínica para realizar um exame de RM, o paciente é orientado a retirar itens como: anéis, pulseiras, colares e qualquer outro acessório que possa conter metais.

Mesmo que os riscos não sejam grandes, ao falar de saúde todo cuidado é pouco. Então seja honesto com o seu médico e não omita nenhuma informação para que em conjunto vocês possam tomar a melhor decisão para conseguir o diagnóstico.

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

O que é Hotmart?

1 de julho de 2021

O que é Hotmart?

É uma plataforma de distribuição de produtos digitais, ou seja, produtos que podem ser comercializados e entregues pela própria internet. É uma forma fantástica de ...