Saúde

O que as empresas estão fazendo para retornarem aos escritórios com segurança?

Publicado por Veja Notícias no dia 30/08/2021 as 22:33

Com o avanço da vacinação em todo o mundo, inclusive no Brasil, há uma grande preocupação do mundo corporativo sobre a melhor estratégia de retomada do trabalho presencial. Aqui vamos mostrar como as empresas estão lidando com o retorno aos escritórios com segurança e quais são as expectativas para o trabalho no pós-pandemia. 

As empresas precisam traçar um plano eficiente de adaptação à nova realidade de trabalho. Isso é muito para uma estratégia de atração e retenção de talentos. Qualquer negócio precisa demonstrar preocupação com a segurança e a integridade de seus colaboradores nesse retorno.

Como o movimento de retorno ao escritório está caminhando em 2021? 

Muitas empresas continuam mantendo a decisão de ter todo o seu corpo de funcionários em home office, mas há organizações que não conseguem manter 100% dos funcionários em trabalho remoto

Uma pesquisa da BBC mostrou como as 50 grandes empresas do Reino Unido estavam planejando o retorno das atividades ainda em agosto de 2020, quando as vacinas ainda não eram uma realidade para a grande maioria. 

Na época da pesquisa, 24 empresas disseram não ter planos para a retomada dos escritórios, enquanto outras 20 organizações já tinham estratégias definidas para uma reabertura gradual. Já os pequenos negócios vivem outra realidade, muitos considerando entregar os seus escritórios alugados para seguir num planejamento 100% home office no pós-pandemia. 

Quais as recomendações da OMS para o retorno das atividades de forma presencial?

A OMS (Organização Mundial da Saúde) criou uma cartilha com recomendações de medidas preventivas para gerar segurança para os colaboradores no retorno ao trabalho presencial. Entre as principais medidas podemos citar a necessidade de ter um espaço arejado, com todas as janelas abertas e o uso contínuo de máscara em qualquer dependência da empresa. 

Além disso, a empresa deve disponibilizar álcool em gel e lenços umedecidos para a higienização e limpeza dos ambientes e funcionários. E claro, a empresa deve possibilitar a manutenção de uma distância de 1,8m por meio do espaçamento de mesas e do revezamento de profissionais no dia a dia. 

Outra recomendação importante é evitar o compartilhamento de materiais. As empresas devem pedir para que os funcionários levem seus próprios objetos de casa, como por exemplo, canecas, copos, talheres, canetas e outros. Tudo isso para evitar o contato físico desnecessário. 

Como as empresas estão lidando com a retomada do trabalho presencial? 

Uma pesquisa da Robert Walters, empresa especialista em recrutamento, que contou com a participação de 2.000 empresas de 31 países diferentes, traçou os planos de lideranças para a retomada dos escritórios. 

O plano traçado por muitas empresas passa por cinco fases até a retomada do trabalho normal como era antes da pandemia. Confira abaixo as cinco etapas para a retomada do trabalho presencial:

Reabertura de Escritórios 

Tudo começa com a reabertura dos espaços corporativos. Nessa etapa, colaboradores podem se voluntariar para retornar ao escritório, visitando o local para garantir que a ocupação do escritório não atinja 25%. Nesse primeiro momento, o retorno de pessoas que dependem de transporte público para chegar ao trabalho está descartado. 

Revezamento de Colaboradores 

A 2° fase seria o revezamento das equipes no escritório, com o rodízio de equipes que comparecem ao escritório em dias diferentes. Ainda sem a obrigação do retorno ao escritório e com a ocupação aumentando para 50%

Flexibilidade 

A 3° fase prevê a flexibilidade de horários para que os colaboradores que retornaram ao trabalho presencial não tenham dificuldade em realizar o trajeto de casa até o escritório. 

Aumentando a ocupação do espaço 

A 4° fase elevaria o percentual de ocupação do escritório para 75% da capacidade. Nessa etapa, a empresa incentiva o retorno de mais colaboradores ao escritório por alguns dias durante a semana. 

Retorno completo 

Nessa última fase, a ocupação aumentaria para 90%, com uma campanha da empresa que incentiva o retorno massivo dos funcionários ao escritório, mas também apostando no trabalho híbrido para que os trabalhadores pudessem continuar revezando entre home office e escritório. 

Aumento da flexibilidade no trabalho é tendência no pós-pandemia 

Segundo a pesquisa, 26% dos colaboradores não podiam trabalhar no home office antes da pandemia. Em contrapartida, 88% dos profissionais esperam contar com a ajuda da empresa para flexibilizar o trabalho no pós-pandemia. A COVID-19 fez com que o mundo corporativo como um todo parasse para repensar os seus modelos de trabalho atuais. 

A pandemia levou a uma experiência profunda do trabalho remoto em todo o mundo. Se antes o medo das empresas era a queda de produtividade no home office, a experiência mostrou que acontece o inverso. Para 45% das empresas, a produção aumentou durante esse processo e para outras 32% se mantiveram no nível de pré-pandemia. 

E 73% das empresas também consideram reavaliar o seu modelo de trabalho, permitindo o home office com maior frequência após o controle da pandemia. A expectativa com a vacinação é que a retomada dos escritórios que já está em curso neste ano chegue a sua última fase no próximo ano. 

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

Como anunciar seu comércio local no Facebook

13 de agosto de 2021

Como anunciar seu comércio local no Facebook

Para comercializar seu negócio com sucesso no Facebook, você precisa entender as oportunidades únicas do Facebook e como ele difere de outras mídias. Assim como voc...

Dicas para aumentar a segurança de sua casa

8 de março de 2021

Dicas para aumentar a segurança de sua casa

Todos nós temos o desejo da segurança, E sempre pensamos em estar em outro lugar para se sentirmos mais seguros. Conheço pessoas que de 6 em 6 meses, entram dentro ...