Pet

Ração Para Cachorro Idoso e Adulto: Quais as Diferenças

Publicado por Veja Notícias no dia 30/09/2021 as 18:20

Você sabe quais as diferenças de uma ração para cachorro idoso e uma ração para cachorro adulto? Se você não sabe, está no lugar certo! No artigo de hoje, explicarei quais são essas diferenças para você escolher a melhor ração para cachorro.

Quem tem pet em casa sabe que é preciso cuidar de sua saúde em todas as etapas da vida do animalzinho, principalmente quando ele atinge a senioridade. Com a idade avançada, o organismo do cão idoso fica mais frágil e suscetível a doenças, deixando os donos em alerta.

Qual a melhor ração para cachorro?

A ração seca é uma grande aliada para todas as fases de um cachorro, sendo facilmente encontrada para diferentes idades, como filhotes, adultos e idosos.

Mas, para garantir a melhor ração com uma composição equilibrada e ideal para cada estágio da vida do pet, é preciso oferecer o alimento certo, com nutrientes específicos para preservar seu bem-estar.

Diferenças entra a ração para cachorro idoso e adulto

Agora, confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre a ração para cão adulto e cão idoso e quais as diferenças entre elas:

Tamanho dos grãos

Conforme o animalzinho passa da vida adulta para a senioridade, seu corpo sofre inúmeras transformações, como a perda de dentes, devido ao tártaro ou demais problemas dentários.

Bem como, o cão idoso tem mais dificuldade para se alimentar, necessitando de produtos desenvolvidos para facilitar a mastigação.

Além disso, a ração para cachorros idosos contém grãos mais aerados ou com um furo no meio, auxiliando na mordedura do cão e, consequentemente, na digestão. Do contrário, da ração para adultos, encontrada em grãos maiores para incentivar a mastigação, ajudando a diminuir o acúmulo de placa bacteriana e prevenindo o tártaro.

Composição dos grãos

A composição da ração é fundamental para equilibrar o organismo do cachorro adulto ou idoso, ajudando a repor nutrientes essenciais para sua saúde.

Nesse sentido, a opção para cão adulto contém um nível energético maior, uma vez que os cães nessa fase tendem a gastar mais energia, fazendo exercícios constantemente e mantendo uma rotina ativa.

Ração para cachorro sênior

De antemão, os cães idosos costumam ser mais tranquilos, se exercitando pouco e cultivando hábitos mais lentos, o que facilita a retenção de energia. Por isso, a ração sênior é menos calórica do que a versão para cães adultos, ajudando a controlar esse indicativo.

Ração para cachorro obeso

Do mesmo modo, cachorros idosos que não têm esse controle na alimentação tendem a ganhar peso com facilidade, podendo chegar à obesidade. Então, é imprescindível oferecer o alimento ideal para cada etapa da vida do seu pet.

Alguns componentes, como a condroitina e a glucosamina, ajudam a prevenir a artrite e a artrose, além de lesões e demais doenças articulares. A ração para cachorro idoso possui ainda uma quantidade maior de vitaminas e proteínas para auxiliar na saúde do cão mais velho.

Em relação ao sódio, a ração sênior conta com indicativos menores para facilitar a função renal do cachorro, uma vez que os cachorros mais velhos costumam apresentar alterações no coração e nos rins, prejudicando seu funcionamento.

Portanto, ao oferecer o alimento certo, o organismo do cão mais velho adquire todos os nutrientes necessários para a manutenção da sua saúde.

Como fazer a mudança da ração de adultos para idosos

Antes de mais nada, os cães de pequeno porte entram no terceiro ciclo de vida aos 9 anos, enquanto os grandes começam a fase por volta dos 7 anos. A partir dessa etapa é indicado oferecer o alimento específico para cães idosos.

A mudança de uma ração para a outra deve ser gradual, introduzindo a opção sênior aos poucos na dieta do cão. Durante os 2 primeiros dias, o ideal é estabelecer 75% da ração de adulto e 25% da ração para idosos.

Depois, no terceiro e quarto dia, é possível dividir igualmente a porção, sendo 50% de cada. E, posteriormente, 75% da ração para cachorro idoso e apenas 25% da versão para adultos. Por fim, do sétimo dia em diante, o cachorro já pode se alimentar inteiramente com a ração sênior.

Logo, antes de fazer a troca de uma ração para a outra, procure levar o cachorro ao veterinário para que o profissional possa acompanhar seu desenvolvimento. Assim, você consegue oferecer as condições ideais para que seu pet tenha uma vida saudável e repleta de amor e carinho.

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

Você sabe o que é Data Lake?

15 de março de 2021

Você sabe o que é Data Lake?

A tecnologia toma conta do mercado em todos os setores. E isso nos dá acesso a volume de dados cada vez maiores e é preciso armazenar e organizar tudo isto. O Big D...

Como aplicar feedbacks corretos na sua equipe?

13 de julho de 2021

Como aplicar feedbacks corretos na sua equipe?

Empresas de todos os setores reconhecem cada vez mais o poder de investir em métodos e estratégias de comunicação como o feedback, que visa dar um retorno sobre o d...