Publicado por Marcela Ferreira no dia 16/06/2021 as 22:30

A alça é parte importante da sustentação do sutiã, porém, não é o único fator que garante suporte aos seios. O mercado de lingerie dispõe de diversas opções de sutiãs sem alça para serem usados em diversos contextos. Mas além de estarem adequadas a looks específicos, como amplos decotes, roupas tomara-que-caia e blusas de alça finas, por exemplo, as peças devem proporcionar segurança e conforto.

Como escolher o sutiã sem alça ideal

Há especificações que não podem faltar em um sutiã sem alças, para que não seja preciso ajustá-lo no corpo a todo instante para cima, a fim de mantê-lo no lugar certo. Na hora da compra da lingerie, é importante verificar o tecido, se há armação, o tamanho da peça, a largura das laterais, entre outros detalhes.

Tecido

Lycra ou microfibra um pouco mais grossa do que a empregada em sutiãs comuns é fundamental para a qualidade de um sutiã sem alça. O tecido ajuda a dar mais sustentação e a proteger a pele dos aros encontrados nesse modelo. A costura tem que ser bem feita e firme para que os suportes de arame não escapem do pano e não machuquem.

Bojo

O bojo do sutiã sem alça não precisa ser grosso, mas deve ter tamanho suficiente para envolver quase todo o seio. Essa característica ajuda a reforçar a peça, especialmente para quem tem seios maiores e busto mais pesado.

Para o dia a dia, modelos meia-taça são menos seguros e podem escorregar quando não têm alças, sendo reservados para momentos íntimos. Mesmo os modelos de renda devem ter uma camada de espuma que auxilie a segurar os seios.

Tamanho

Assim como nos sutiãs comuns, os sem alças devem ter costas e laterais mais largas para as mulheres com seios maiores e mais estreitas para as que têm seios pequenos. Laterais estreitas podem dobrar e machucar com o peso do seio.

O fecho deve ter reforço em número de colchetes, com três escalas na largura, o que garante o suporte mesmo que a lingerie ceda com o uso. A peça deve ser do tamanho correto para cada pessoa, as apertadas ou largas têm a tendência de sair do lugar.

Dicas

A fim de aumentar a segurança, alguns modelos de sutiã sem alça trazem uma fita de silicone próxima ao aro de sustentação. O material maleável adere à pele, sem perigo de ferir ou incomodar, e permite que o sutiã fique mais no lugar, diminuindo o risco de cair.

Modelos com alças removíveis são dois em um e dão uma segurança a mais. As alças podem ser passadas por baixo da peça e ajustadas ao corpo por meio do regulador, dando mais suporte.

O sutiã sem alça é uma peça que não pode faltar no armário, principalmente quando o quesito é manter a elegância em ocasiões mais formais, quando deixar a alça da lingerie à mostra não é a opção mais sofisticada.

Marcela Ferreira

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada, com especialização em traumas urgência e emergência, e experiência de 12 anos na saúde mental. Amante da moda e cofundadora do bazar Cores e Formas.

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

Conheça os principais modelos de pijama masculino e feminino

Conheça os principais modelos de pijama masculino e feminino

Quais as tendências da moda infantil em 2021?

Quais as tendências da moda infantil em 2021?

Biquínis que valorizam cada tipo de corpo

Biquínis que valorizam cada tipo de corpo

Impressoras Epson são usadas para a alta costura: entenda!

Impressoras Epson são usadas para a alta costura: entenda!

Elegante ou despojado, conheça a versatilidade do jeans

Elegante ou despojado, conheça a versatilidade do jeans

Quais os principais tipos de suéter masculino?

Quais os principais tipos de suéter masculino?