Publicado por Veja Notícias no dia 05/08/2021 as 19:46

Muitas pessoas podem ter dúvidas relacionadas ao tema, entretanto, é bastante necessário desenvolver bem o seu KPI, principalmente para que as estratégias de marketing e gestão de uma empresa sejam bem-sucedidas.

Esta é uma sigla para Key Performance Indicator, que em português pode ser traduzida como indicador-chave de desempenho. É por meio deles que se torna possível conhecer os indicadores quantitativos que medem os processos internos das organizações.

Assim, podemos acompanhar e melhorar o gerenciamento de nível de desempenho das estratégias. Eles são fundamentais para a gestão de qualquer corporação, bem como garantem o sucesso das estratégias aplicadas.

É dessa forma que a empresa entende como estão os seus números e quais são as metas mais alcançáveis e realizáveis. É possível, por exemplo, saber como está o custo de aquisição de clientes.

Se ele estiver muito alto, o negócio pode investir em práticas que revertam a situação. Assim como no caso de retenção baixa, é possível investir em melhorias no atendimento ao cliente.

Toda e qualquer estratégia adotada por uma companhia não pode ser trabalhada às cegas, independentemente de qual seja sua finalidade. É por meio dos KPIs que você descobre quais ações estão funcionando ou não.

Por isso, vamos explicar o contexto de KPI, as diferenças entre ele e as métricas, os principais indicadores e suas vantagens.

O que é KPI?

KPI são os indicadores-chave de desempenhos que um negócio observa para entender os valores quantitativos fundamentais, de modo a medir os seus processos internos.

É dessa forma que as organizações acompanham e gerenciam seu nível de desempenho e o sucesso de suas estratégias. Sem eles, é difícil fazer com que as metas sejam alcançáveis e realizáveis.

Por exemplo, uma empresa de automação predial pode medir diferentes processos, separando as métricas em níveis, sendo as mais gerais dedicadas ao negócio como um todo; e as específicas de uma determinada área.

Um exemplo de métrica geral é o fluxo de caixa, e um exemplo de métrica específica são as taxas de conversão. É dessa forma que os KPIs funcionam.

A utilidade deles é mostrar se os processos aplicados pela corporação estão trazendo os resultados adequados. Assim sendo, é importante usar essa estratégia para o crescimento do negócio e o alcance dos objetivos.

Diferenças entre métricas e KPIs

Os indicadores-chave de performance são diferentes das métricas, entretanto, uma métrica pode vir a ser um indicador-chave. Os indicadores são critérios essenciais para o andamento do negócio e para que ele alcance os objetivos. 

A métrica, por sua vez, é algo que deve ser quantificado. Então, se ela se transformar em algo muito importante para a companhia e suas estratégias como um todo, passa a ser considerada um KPI.

Para saber se a métrica é um KPI, você deve se perguntar se ela ajuda nas tomadas de decisão ou guia os propósitos da companhia. Se a resposta for positiva, então ela pode ser considerada um indicador de desempenho.

Mas mesmo que a resposta seja negativa, a métrica não deve ser descartada, visto que será capaz de gerar relatórios para a organização. Pense só, uma empresa de monitoramento de alarme pode utilizar diferentes tipos de indicadores, dentre eles:

1. Indicadores de eficiência

É com base nesse indicador que a empresa é capaz de utilizar o mínimo possível de recursos, manter sua produtividade em alta e reduzir os custos.

2. Indicadores de eficácia

Esse indicador é focado no produto e no resultado obtido, o que ajuda a corporação a ter um lucro maior, dentre outros benefícios.

3. Indicadores de capacidade

Trata-se da relação entre a quantidade do que é produzido e o tempo que essa produção leva. Por exemplo, um fabricante de produtos de limpeza consegue produzir 5000 unidades de desinfetantes por mês.

4. Indicadores de produtividade

Esse indicador relaciona a saída gerada por um trabalho e quais foram os recursos necessários para esse processo. Por exemplo, o redator de uma agência de marketing consegue produzir um texto por hora.

Por outro lado, seu colega de trabalho consegue produzir um texto a cada 2 horas. Em outras palavras, um é mais produtivo do que o outro.

5. Indicadores de qualidade

Esse indicador é utilizado por uma empresa de, por exemplo, termografia eletrica para relacionar as saídas totais, ou seja, tudo o que foi produzido, com as saídas adequadas ao uso, portanto, aquilo que não teve defeito.

Um exemplo disso é um fabricante de peças automotivas que conseguiu produzir 980 peças perfeitas, de um total de 1000.

6. Indicadores de valor

Aqui é feita a relação entre o valor percebido quando a companhia recebe por algo, como no caso de um produto, e o valor despendido para obter o que foi recebido.

7. Indicador de efetividade

Neste caso, um fabricante de controle de acesso biométrico, bem como qualquer outra empresa, vai conjugar a eficácia e a eficiência.

8. Indicador de rentabilidade

Trata-se da relação percentual que se obtém entre o lucro e o investimento realizado. Por exemplo, uma empresa investe um valor X e obtém um valor Y como lucro.

9. Indicador de competitividade

Trata-se da relação da empresa com a concorrência, sendo que o market share pode ser utilizado neste caso.

10.  Indicador de lucratividade

Trata-se da relação percentual entre o lucro e as vendas. Por exemplo, uma empresa vendeu X e obteve um lucro Y.

Importância dos indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho usados nos processos das organizações são importantes para o correto monitoramento das atividades dentro da companhia.

É por meio deles que se torna possível rastrear e seguir o andamento de um processo, ao mesmo tempo em que uma empresa de tratamento acústico, por exemplo, disponibiliza informações relevantes à toda a equipe envolvida.

Assim, gestores podem estudá-las e tomar as melhores decisões, fazendo com que os processos sejam mais eficientes e eficazes. Consequentemente, há um aumento nos resultados positivos.

O que se conclui é que os indicadores de desempenho de processos são extremamente importantes para a gestão de uma empresa. Por meio deles, é possível ter acesso às informações necessárias para analisar os processos e melhorá-los continuamente.

Ao utilizar os indicadores, uma desenvolvedora de, por exemplo, sistema para restaurante, bem como de qualquer outra área, tem acesso a benefícios como:

  • Planejamento melhor elaborado;
  • Aumento da produtividade;
  • Visão crítica sobre a companhia;
  • Fácil tomada de decisão;
  • Redução de prejuízos.

Para melhor entendimento, confira os pontos separadamente, bem como suas explicações:

Melhora na elaboração do planejamento estratégico

Para um bom planejamento estratégico, não basta apenas estimular metas baseadas em achismos. As ações devem ser baseadas em dados concretos, para que a empresa seja capaz de conquistar os seus objetivos.

Os indicadores podem embasar as decisões desse planejamento, analisando pontos que funcionam e aqueles que devem ser aprimorados.

Aumento da produtividade

Os indicadores também são capazes de influenciar na produtividade das equipes. Com base nas informações passadas por eles, sabemos qual é o tempo médio gasto pelo time para finalizar suas atividades.

Assim, um fabricante de dissipadores pode concluir se o tempo utilizado está dentro do esperado e o que deve ser feito para que ele seja reduzido. Também encontramos opções para evitar atrasos em entregas e se há alguma equipe que precisa de mais atenção.

Possibilita uma visão crítica sobre a empresa

É natural que surjam dúvidas em relação ao desenvolvimento da organização quando se começa a trabalhar com monitoramento de dados. Os empresários deixam passar algumas falhas e passam a conviver com elas diariamente, uma situação mais comum do que se imagina.

Os indicadores kpi são muito efetivos para evitar esse tipo de situação, uma vez que eles são capazes de proporcionar aos gestores uma visão crítica em relação à companhia, sendo que isso facilita a busca por acertos.

Facilita a tomada de decisão

Uma empresa de calibração de termometro passa a elaborar o seu planejamento estratégico com base nos indicadores. Com isso, a decisão do gestor é muito mais assertiva.

Isso porque existe uma indicação do que precisa ser melhorado e como direcionar as ações. Dessa forma serão trabalhadas, exatamente, aquelas ações que visam melhorar todos os resultados da empresa.

Reduz prejuízos

Se você tem informações completas sobre o seu negócio, terá maior controle sobre todos os seus processos. É assim que os erros são eliminados, principalmente aqueles que aparecem mais frequentemente. 

Com isso, a companhia evita retrabalho e outras ações que prejudicam o desempenho de suas atividades. Quando isso acontece, a organização consegue reduzir os seus gastos e conduzir melhor as suas diretrizes.

Conclusão

Toda empresa que deseja melhorar o seu processo interno precisa usar os indicadores para esse trabalho. É dessa forma que as ações se tornam mais assertivas e previsíveis, e a obtenção de resultados é mais garantida.

É importante conhecer quais são os indicadores adequados para o seu negócio, como os que mostramos ao longo deste texto.

Aqui, você aprendeu um pouco mais sobre os indicadores kpi, sua importância, a diferença entre eles e as métricas, e todas as vantagens que a sua companhia terá acesso ao utilizá-los

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

Como escolher o sutiã sem alça ideal

15 de junho de 2021

Como escolher o sutiã sem alça ideal

A alça é parte importante da sustentação do sutiã, porém, não é o único fator que garante suporte aos seios. O mercado de lingerie dispõe de diversas opções de...