Marketing

Como utilizar o marketing offline? Veja algumas dicas

Como utilizar o marketing offline? Veja algumas dicas

Publicado por Lucas Ferraz no dia 11/11/2021 as 09:31

É verdade que, nos últimos anos e décadas, o marketing digital tem crescido cada vez mais, monopolizando os esforços de várias empresas pelo mundo todo. Contudo, é um erro achar que o marketing offline morreu ou que não mereça mais atenção.

Como utilizar o marketing offline? Veja algumas dicas

De fato, há vários fatores que apontam para esse equívoco, como o crescimento de tendências como a do OOH (Out of Home) e do Outbound 2.0, que também se renovam diariamente e trazem vários recursos que podem revolucionar o comercial da empresa.

Por exemplo, se uma empresa de limpeza de pisos pode arrasar nos motores de busca e nas redes sociais, ela também pode montar um time campeão de vendas, que se reparte entre equipes com uma divisão da força de trabalho.

Assim, o backoffice pode captar e qualificar os leads, o telemarketing pode agendar as visitas e os vendedores externos fazem o fechamento, vendendo as limpezas diretamente para os clientes em questão. Isso é Outbound e tem base no marketing offline.

Por isso decidimos aprofundar neste assunto, trazendo aqui a questão sobre como utilizar o marketing offline nos dias de hoje. Além disso, exploramos do que se trata, quais as diferenças com o digital e as vantagens e impactos de longo prazo.

Então, se você quer entender de uma vez por todas como essa estratégia clássica ainda pode trazer resultados incríveis para seu negócio, basta ficar com a gente até o fim.

O que é marketing offline?

Basicamente, tudo o que não ocorre no mundo digital pode ser considerado marketing offline, como algo que existe há muitas décadas e até mesmo séculos.

De fato, um “puxador” que ficasse na rua gritando quais são os produtos ou serviços de uma loja, com o intuito de atrair as pessoas para lá, já estaria fazendo um tipo de marketing.

Inclusive, no caso de uma loja de higienização de sofás que não esteja em uma avenida ou rua com alta circulação de gente, esse ainda pode ser um recurso válido.

Basicamente, as principais modalidades do offline incluem:

  • Panfletagem;
  • Comunicação visual;
  • Revistas e jornais;
  • Televisão e rádio;
  • Cartazes e banners;
  • Telemarketing;
  • Eventos presenciais.

As diferenças com o digital estão justamente no sentido de tudo ocorrer de modo presencial, abordando o cliente no seu dia a dia, geralmente como uma venda de impacto.

Nesse sentido, uma empresa pode aplicar as duas estratégias, sem precisar colocar uma em detrimento da outra, tirando vantagem de ambas.

As razões para utilizar o offline é que ele continua sendo eficiente, além de ter um custo-benefício bem interessante, pois tem um retorno rápido e agressivo, ao passo que alguns investimentos são bem mais acessíveis para qualquer um.

Diferenciais do OOH (Out of Home)

Acima falamos desse recurso, que merece mais atenção. Ele mostra que o marketing offline ainda tem força, como no caso de um shopping center.

Ali, um restaurante pode fazer anúncios que começam no canteiro central do lado de fora, depois o cliente cruza com a cancela do estacionamento, que também permite instalar um banner, depois no fundo do elevador e até na escada rolante.

Ao mesmo tempo, enquanto come, a lâmina da bandeja pode anunciar as promoções do restaurante, ou os serviços de outra empresa como uma loja de redes de proteção.

Esse é um belo modo de continuar praticando o marketing offline, que está ao alcance de qualquer um, seja com toda essa campanha citada, seja em parceria como no caso da bandeja.

Por dentro do Outbound 2.0

Por fim, outro modo de aprofundar a pauta sobre como utilizar o marketing offline é detalhando as estratégias de Outbound 2.0.

Basicamente, o que essa estratégia faz é um upgrade das antigas táticas de venda, unindo o time do marketing com o do comercial de modo muito mais articulado.

O grande segredo desse recurso é a divisão de trabalho, assim cada um pode contribuir com seu talento, seja para pesquisar leads ou fazer vendas presenciais.

Uma dica de ouro é que uma loja de sancas de gesso contrate um profissional de SDR (Sales Development Representative), isto é, um Representante de Desenvolvimento de Vendas.

Esse especialista tem o papel específico de alinhar as equipes, apontando para uma implementação muito prática do marketing offline, como modo de acelerar os resultados e tirar de cada um o melhor que ele pode oferecer.

Conclusão

Agora ficou claro que utilizar o marketing offline é algo que ainda pode fazer toda diferença para qualquer empresa.

Assim, com as informações e dicas oferecidas, qualquer empresário ou gestor pode começar a fazer a diferença hoje mesmo, olhando para o futuro.

Lucas Ferraz

Lucas Ferraz

Consultor de marketing digital, especialista em SEO, aumento de tráfego e geração leads. Certificado pela Blue Array Academy e pela SEMRush.

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

Quais as tendências da moda infantil em 2021?

Quais as tendências da moda infantil em 2021?

Quanto tempo dura uma bateria de carro?

Quanto tempo dura uma bateria de carro?

Cuidar de um animal de estimação ajuda em casos de depressão

Cuidar de um animal de estimação ajuda em casos de depressão

Aplicativos para Montagens em fotos – veja os 4 melhores!

Aplicativos para Montagens em fotos – veja os 4 melhores!

Como criar um blog de nicho: passo a passo

Como criar um blog de nicho: passo a passo

Novo dispositivo da Amazon é um Dispenser Automático de Sabonete Líquido

Novo dispositivo da Amazon é um Dispenser Automático de Sabonete Líquido