Geral

Como a Balenciaga fez o feio se tornar tendência

Publicado por Veja Notícias no dia 16/06/2021 as 22:37

Hoje quando vemos o nome da marca Balenciaga estampada em muitos lugares, às vezes temos curiosidade em saber como a ascensão aconteceu. De uma coisa acho que todos combinados, os lançamentos balenciaga não são como os produtos lançados pelas demais grifes de luxo. Você, caso se interesse por moda, já parou pra pensar na motivação que a marca tem para produzir peças tão diferentes? E o mais curioso, como será que essa diferença foi bem aceita no mundo da moda? 

Se você é um admirador da marca Balenciaga e tem vontade de se informar sobre todo o desenrolar da história e como ela se tornou tendência, elaboramos este texto feito especialmente para você.

Como tudo começou

A marca foi criada pelo espanhol Cristóbal Balenciaga. Nasceu em Getaria, cidade da Espanha, no dia 21 de janeiro de 1895. Cristóbal nasceu em uma família simples de pescadores e por mais que hoje vemos todo o sucesso e luxo da marca, podemos perceber que a vida do estilista não foi nada glamorosa. O estilo de vida do empresário, fugia dos padrões que a marca alcançou, morava com os pais em condições simples. 

Apadrinhado ainda jovem pela Marquesa de Casa Torres, foi apresentado pela madrinha ao mundo da alta costura e desenvolveu seu primeiro vestido aos doze anos. 

Cristóbal então se formou em alfaiate e junto com Charlotte Lee abriu seu primeiro Ateliê em San Sebastian. Com o sucesso de suas roupas, Balenciaga passou a atender a família real e assim abriu mais duas unidades em Madrid e Barcelona.

O empresário era um estilista que tinha a personalidade considerada forte, devido seu jeito mais introvertido e reservado, não gostava de muitas entrevistas, mas graças a sua tamanha criatividade foi aceito no mundo da moda após abrir mais unidades em Londres e França.

Foi em Paris que o empresário alcançou seu maior destaque, levando o nacionalismo e a paixão pela Espanha expressadas em todas as suas coleções. 

Inspiração da marca

Como dissemos anteriormente, Cristóbal buscava sempre representar seu país nas roupas que criava. Tinha como principal inspiração, a história e cultura espanhola. Usava como principal exemplo, as dançarinas de flamenco e a cor vermelha que fazia referência também aos toureiros.  

Os pintores Francisco Zurbaran e Diego Velazquez, também foram fontes de inspiração para o empresário que amava a arte em suas diferentes formas. Chamava sua atenção as cores utilizadas pelos artistas e a maneira como as pinturas tomavam forma. Sempre atento aos mínimos detalhes, Cristobal levava como inspiração tudo o que achava belo e agradava seus olhos. 

O empresário também possuía várias revistas em seu ateliê e conseguia reproduzir todas as tendências do século XVI. Balenciaga não tinha medo de inovar e assim conseguia combinar todas as influências que tinha à peças mais bem elaboradas até as mais despojadas. As roupas da grife eram consideradas obras de arte devido sua criatividade, cortes dos mais diversos tipos e o tecido da mais alta qualidade. 

Com o passar do tempo e tamanho sucesso, a marca lançou vários outros tipos de peças e também passou a investir em sapatos e outros acessórios.

Como a marca fez o feio virar tendência?

De uma coisa é certa, após a empresa Gucci comprar a marca, eles mantiveram ao máximo o estilo excêntrico que o fundador tinha. Com peças dos mais variados modelos, hoje a Balenciaga, através de seus lançamentos, procura sempre fazer uma provocação estética ao mundo da moda. Ao contrário do que muitos dizem, não é para fazer “piada” com o consumidor, mas sim para vender. 

Há uma grande valorização das marcas de luxo devido à sua qualidade e principalmente prestígio. Muitos utilizam peças da marca, não porque acreditam que seja bonito o que está usando, mas que seja prestigioso vestir algo com as siglas BB. 

Podemos perceber que a moda “ugly” está em alta já há algum tempo. O uso dos crocs, pochetes, sapatos grandes e ortopédicos são tendência lançadas até mesmo por outras marcas. 

O objetivo dos lançamentos considerados “estranhos”, são uma forma de chamar a atenção e provocar o consumidor acostumado com as peças mais tradicionais do mundo da moda. Provavelmente esta estratégia tão utilizada para prender atenção dos demais, já funcionou com você. Por acaso já aconteceu de ver alguém com um estilo totalmente diferente do seu e destoando dos demais? Se sim, provavelmente achou muito esquisito, não é? Chocar é o objetivo. A marca lança provocações que servem de pauta fora e dentro das redes sociais.

Dessa forma, aqueles que se sentem “desajustados” também conseguem se incluir na moda que mais se identifica e lhe faz bem.

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos