Geral

Ascendente x Descendente: quem somos e o que buscamos nos relacionamentos

Publicado por Veja Notícias no dia 16/06/2021 as 22:30

Com a popularização de temas astrológicos, é comum que apareçam debates sobre o signo solar, a Lua e o ascendente presentes no mapa astral de cada pessoa. Porém, a astrologia é um campo de ensino extenso, que compreende diversos outros astros, planetas e posições. 

Um dos posicionamentos que nem sempre ganha atenção em conversas corriqueiras é o descendente, que está na Casa 7, oposta ao ascendente, que por sua vez ocupa a Casa 1. 

Enquanto o ascendente aborda formas que a pessoa se expressa para o mundo – evidenciando alguma característica marcante daquele indivíduo -, o descendente fala sobre relacionamentos – amorosos, familiares ou profissionais. Ambos podem ser conhecidos por meio do mapa astral, que pode ser feito grátis em alguns sites

Ascendente marca características próprias

O ascendente é um posicionamento importante, que pode revelar muito sobre a personalidade de alguém. É também um dos elementos mais conhecidos do mapa, que até os iniciantes no estudo astrológico costumam conhecer.

Fala sobre o ego, a personalidade e a maneira que alguém irá se mostrar para amigos, familiares e desconhecidos. Normalmente, o signo no ascendente traz características mais evidentes daquele indivíduo – aspectos que logo são percebidos, mesmo por quem não os conhece intimamente.

O posicionamento tende a determinar também conjuntos de traços com os quais a pessoa se reconhece e se orgulha de ter e, portanto, não tem problemas em expor ao mundo. Pode-se dizer que o ascendente traz a marca registrada de cada um.

Descendente fala sobre relações

Por estar associado a relacionamentos, muitas pessoas analisam o descendente quando o assunto é vida amorosa. Apesar de ser um aspecto importante, a Casa 7 fala sobre como a pessoa se porta em relação ao outro, de forma geral, indo além de namoros e casamentos.

Um outro pensamento que muitos podem ter, mas que não é uma regra na astrologia, é que o signo presente no descendente indica também o signo solar do parceiro ideal.

O que acontece, na verdade, é que o descendente aponta características valorizadas por aquela pessoa em seus relacionamentos. Por exemplo, alguém que possui libra na Casa 7 irá valorizar elementos referentes ao signo de libra – equilíbrio, harmonia etc – na hora de firmar relações, sejam elas amorosas ou profissionais. Porém, não quer dizer que, necessariamente, seus parceiros devem ser librianos. 

Signos complementares

No zodíaco, cada signo possui outro como seu oposto complementar. Assim, formam-se seis duplas que possuem traços-chave distintos entre si – o que falta em um, há em excesso no outro. 

Geralmente, essas duplas irão resultar em um equilíbrio de personalidades opostas, a fim de encontrar um meio termo harmônico. No caso de ascendentes e descendentes, as Casas 1 e 7 são sempre ocupadas por opostos complementares. 

Por isso, se alguém tiver como ascendente áries, necessariamente terá libra como descendente – uma vez que são signos opostos no zodíaco. 

Compreender o funcionamento de cada dupla é uma forma de aprofundar-se no conhecimento da astrologia e entender posicionamentos no mapa astral de cada indivíduo.

Áries e libra

Áries costuma apresentar uma personalidade impulsiva. No extremo oposto, está o signo de libra, representado pela balança da justiça e da ponderação. No equilíbrio, os arianos podem receber o cuidado e a atenção com o próximo, característico dos librianos. Por outro lado, libra muitas vezes carece da força de áries em tomar decisões e em ser assertivo sobre suas escolhas.

Touro e escorpião

Pessoas com ascendente em touro são guiadas por estabilidade e segurança. Dessa forma, tendem a valorizar indivíduos com características marcantes de escorpião – como profundidade e intensidade. Já o escorpiano, que valoriza a fidelidade e a entrega em qualquer tipo de relacionamento, busca a constância e a solidez de touro.

Gêmeos e Sagitário

Ambos buscam liberdade em seus relacionamentos, porém, a forma que procuram isso pode ser diferente. Ao passo que o geminiano prefere aproveitar a jornada, sem definir metas ou linhas de chegada, o sagitariano tem grande foco e sabe exatamente onde quer chegar e o que precisa fazer para alcançar seu objetivo.

Câncer e capricórnio

Câncer é conhecido por nutrir sentimentos profundos e ter forte apego ao passado. Já o capricorniano é prático e tende a lidar com as questões da vida priorizando o lado racional. Portanto, ambos se complementam, oferecendo mais sutileza e firmeza um para o outro, respectivamente.

Leão e aquário

Leoninos costumam gostar de ser o centro das atenções e não tem problema em falar sobre si. Muitas vezes, colocam o ego na frente e precisam de elogios frequentes. Em oposição, aquário é um signo que prioriza o coletivo e pensa em como pode ajudar em sua comunidade.

Virgem e peixes

A organização, o perfeccionismo e a praticidade de virgem podem, por vezes, se chocar com a abstração e o desapego de peixes. Entretanto, formam uma dupla estratégica, já que os piscianos precisam de foco, ao passo que os virginianos se beneficiam da compaixão e da compreensão de seu oposto complementar.

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

Tipos de Notícias

20 de agosto de 2021

Tipos de Notícias

A notícia está presente no nosso dia a dia o tempo todo, por vários canais de comunicação internet, televisão, outdoors e etc. Mas você sabe como elas são produzida...