Finanças

Por que todo investidor deve ficar ligado nas redes sociais

Publicado por Veja Notícias no dia 12/07/2021 as 10:09

Muitas são as informações importantes que um investidor pode buscar, desde dicas para modalidades, valores de ações, rentabilidade previdência privada, oportunidades para aumentar ainda mais seus rendimentos e muitos outros temas pertinentes sobre o mundo da economia.

Diferente do que muitas pessoas pensam, esses temas não estão apenas em programas de TV, sites especializados, livros ou no mundo acadêmico, por exemplo. Cada vez mais o conhecimento e informação está disseminado para todos e muitas são as formas de se informar e aprender sobre investimentos.

Ainda que muitos investidores tenham preconceitos com redes sociais, elas são grandes aliadas e estar de olho nesse mundo é de grande valia. Saiba mais por quais motivos você não deve deixá-las de lado!

As pessoas estão nas redes sociais

De acordo com pesquisa TIC Domicílios 2019, realizada pelo Centro Regional para o Desenvolvimento de Estudos sobre a Sociedade da Informação, vinculado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil, três em cada quatro brasileiros acessam a internet, o que equivale a pelo menos 134 milhões de pessoas.

Desses, pelo menos 90% acessam todos os dias e os recursos mais utilizados são aplicativos de envio de mensagens, redes sociais, chamadas de vídeo, e-mails, acesso a serviços de governo eletrônico, compras por comércio eletrônico e participação de listas ou fóruns.

Ou seja, nas redes sociais estão as mais diferentes pessoas e acompanhar suas discussões, seguidores e conversas diz muito sobre como o mercado financeiro pode se portar seguindo tendências.

É importante dizer que as pessoas não estão sozinhas nas redes e a composição e aceitação de grupos diz muito sobre como o mercado se comporta, cria novas formas de vendas, atendimento, marketing e estratégias de mercado no geral.

Portanto, conhecer as pessoas, estar atento ao comportamento do consumidor e ter atenção ao que está sendo seguido faz toda a diferença para entender quais são as novidades do mundo financeiro e porque elas acontecem.

Muitos conteúdos são apresentados nas redes

Cada vez mais surgem novos e mais diversos influenciadores nas redes, certo? Foi-se o tempo em que eles eram apenas sobre roupas e maquiagens e muitos temas são abordados pelas pessoas em suas redes sociais.

Seja no LinkedIn, Twitter, Instagram, Facebook, Tik Tok, Youtube e qualquer outra rede que aparece de tempos em tempos e faz grande sucesso (como foi o caso do ClubHouse, a rede de áudios que uniu os mais diferentes especialistas), é dentro dessas comunidades que as pessoas falam para outras pessoas.

Dessa forma, as redes são muito mais do que acompanhar a vida de famosos ou fotos de viagens e treinos, mas é também um grande local de aprendizagem sobre temas que te interessam.

Por que não aprender e se manter atualizado de forma leve e rolando seu feed? É claro que é preciso tomar cuidado com fake news, mentiras e falsos influenciadores e ter um bom filtro e bom senso é extremamente necessário!

As marcas estão nas redes

Se as pessoas estão nas redes e elas geram boas discussões, é evidente que as marcas também estão nelas. E claro, mais do que ter um perfil nas redes, as marcas se posicionam estrategicamente, conversam com seu público, usam essas plataformas para potencializar sua voz e aumentar o seu valor.

Cada conversa que a marca propõe ou se coloca no centro do debate gera respostas positivas e negativas do público e mais do que burburinho nas redes, isso se transforma também em renda.

Muitas são as marcas que têm ações que são vendidas para qualquer investidor e é natural que elas cresçam a cada decisão acertada nessas plataformas virtuais.

Quem nunca viu alguma marca que investe em alguma ação, gera muito debate e é abraçada pelo público e tem suas ações em alta no dia seguinte?

Mais do que isso, ao aumentar seu portfólio, desenvolver suas vendas e se sair bem no mercado, as ações tendem a crescer e acompanhar isso é essencial para fazer investimentos certeiros. É claro que as marcas se autopromovem e onde é que elas fazem suas divulgações? Exatamente, nas redes sociais!

Portanto, acompanhar marcas que têm ações faz toda a diferença para se antecipar e comprar ações que sejam rentáveis.

Estar nas redes sociais pode ser muito mais do que uma diversão, mas também um local para se atualizar, entender tendências, aprender sobre mercado financeiro e tomar decisões para seus investimentos.

É importante olhar para essas plataformas com outros olhos para que você possa retirar o que melhor cada rede pode te oferecer. Como você lida com as redes sociais e economia e finanças? Aproveite nossas dicas e não deixe seu perfil de lado!

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

O que as pessoas mais compram pela internet?

13 de agosto de 2021

O que as pessoas mais compram pela internet?

Quais foram os últimos itens que você comprou pela internet? Talvez você tenha utilizado um cupom de desconto shopee, ou aproveitado sua assinatura Amazon Prime ...

Você sabe o que é ELTV?

24 de fevereiro de 2021

Você sabe o que é ELTV?

O Employee Lifetime Value (ELTV) permite que uma empresa produza dados sobre o rendimento dos seus colaboradores, no lugar de ter como base somente estimativas. A p...