5 dicas para conseguir um emprego de aeromoça

Publicado por Veja Notícias no dia 15/10/2021 as 09:03

Uma das profissões de grande renome na cultura popular é o papel da aeromoça, sendo por anos uma atividade vista com um certo destaque, visto a posição de requinte que essa ocupação sempre demonstrou, principalmente pela mídia, nos filmes e seriados.

5 dicas para conseguir um emprego de aeromoça

Ainda em um época na qual a posição da mulher no mercado de trabalho não era muito respeitada, o trabalho de aeromoça era tido como um das maiores conquistas profissionais disponíveis para o gênero, servindo de apoio nas atividades de aviação.

Com o tempo, esse trabalho se tornou ainda mais necessário, visto o aumento da quantidade existente de aeronaves, além da expansão desse mercado, com voos nacionais, internacionais e com diferentes valores, atingindo cada vez mais novos públicos.

A globalização também teve a sua importância nisso, como empresas de seguros, com filiais em diferentes países, que precisa ter com uma certa frequência reuniões presenciais entre os líderes de cada escritório espalhado pelo globo.

Na mesma medida que a função de aeromoça tornou-se ainda mais requisitada, as profissionais do gênero feminino também foram ganhando um respeito maior pelo mercado, tornando possível que elas ocupassem diferentes cargos no ramo empresarial.

A própria função de aeromoça teve seus procedimentos regulamentos, conhecidos hoje como as atividades requeridas a um comissário de bordo, acabando inclusive com a exigência de gênero, permitindo também homens nessa posição.

Apesar dessa expansão do mercado, a função de comissário de borda ainda tem um destaque maior para o público feminino, tanto por uma preferência do mercado, como uma reticência da própria parcela masculina em exercer essa função.

Com o reconhecimento da importância dessa profissão, as aeromoças passaram a contar com um apoio das leis trabalhistas, modificando inclusive suas vestimentas, contando com o uso de uniformes profissionais adequados para as funções desses profissionais.

Mas se esse ofício tanto mudou com o tempo, é importante para alguém que se mostra interessado em seguir essa carreira conhecer um pouco mais sobre o trabalho realizados pelas aeromoças, ou melhor, pelas comissárias de bordo, como devem ser chamadas hoje.

Funções de uma comissária de bordo

As ocupações de uma comissária de bordo são muito maiores do que simplesmente atender aos pedidos dos passageiros em um voo, como uma recepcionista aérea, o que muito era relacionado à imagem das aeromoças antigamente.

De fato a distribuição de lanches e água faz parte do leque de atividades a serem realizadas por uma comissária de bordo, mas isso acontece por ser uma ação ligada a principal função dessa profissional, que é exercer um apoio total às ocupações exigidas em um voo.

Além de garantir o conforto e segurança dos viajantes, repassando a eles instruções sobre os procedimentos a serem seguidos no caso de possível incidente, esses profissionais também trabalham com uma rotina de apoio às necessidades de um voo.

O que engloba a checagem da aeronave antes e após a viagem, o controle do estoque dos alimentos a serem distribuídos para os passageiros, fora qualquer atividade de auxílio aos tripulantes da nave, similar ao papel dos enfermeiros com os médicos.

O que é preciso para seguir essa profissão?

Por mais que não exista uma graduação formal para a profissão de comissária de bordo, existem cursos voltados à área, e que hoje podem ser administrados de forma presencial ou através de um curso de capacitação online.

Esses cursos precisam seguir as diretrizes estipuladas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), que entre os assuntos ensinados estão os regulamentos da profissão, conhecimentos sobre aeronaves, técnicas de primeiros socorros, entre outros temas.

Com a sua graduação completa, é chegado o momento de finalmente disputar por uma vaga de trabalho na área. Uma situação que se mostra muito mais desafiadora do que o período de instrução em si, com diversos profissionais prontos para exercer essa função.

E para que o seu nome se destaque nessa competição de vagas, é preciso saber que as companhias aéreas provavelmente exigirão um curso de aeromoça, além de outros métodos para testar as habilidades dos candidatos.

Logo, é importante contar com alguns artifícios, para que o seu currículo esteja em evidência em relação aos diversos nomes que também disputam essa vaga, e tudo deve começar com o currículo em si.

Dica 1 – Tenha um bom currículo

Assim como em qualquer mercado de trabalho, a área de aviação costuma escolher os seus funcionários através de uma seleção operada pelo setor de recursos humanos, o famoso RH.

Tal função é repassada para essa equipe de profissionais justamente por eles conhecerem o perfil da empresa, tendo um contato direto com os funcionários atuais da companhia, sabendo então o que ela procura em seus colaboradores, medindo diferentes capacidades.

Por isso, é importante que o seu currículo não só destaque sua formação e suas habilidades, mas também tenha uma boa organização visual, além de destacar outras qualidades do profissional que o possam destacar como o melhor candidato.

Muitas vezes referências de outras áreas podem te destacar para uma vaga como comissária de bordo, como ter experiência com tradução técnica, por ter trabalhado em um escritório de advocacia, destacando o seu conhecimento com língua, por exemplo.

Dica 2 – Conheça diferentes idiomas

Por ser uma profissão que trabalha com diferentes públicos, o que é multiplicado quando se pensa em uma comissária de bordo que atua em voos internacionais, é importante que essa profissional tenha o domínio de mais de uma língua.

Sendo uma atividade que exige grande capacidade de comunicação, conhecer o seu próprio idioma é essencial, mas é importante também ter um contato com diferentes línguas, pois quanto mais amplo for o seu conhecimento, maiores são suas chances.

Pensando no mercado nacional, além do óbvio português, se destaca a necessidade de se conhecer as particularidades do inglês e do espanhol, de forma a repassar aos passageiros os procedimentos aprendidos durante os treinamentos de segurança do trabalho.

Dica 3 – Invista nas competências exigidas na área

Para atuar no ramo da engenharia civil é preciso conhecer conceitos de arquitetura, física, matemática, além de uma qualificação de gestão humana, sabendo se conectar com seus funcionários e com os responsáveis por uma obra específica.

Esse mesmo tipo de especificidade é procurada em uma pessoa que queira ocupar o cargo de comissária de bordo. 

É fácil pensar nas qualificações técnicas e educacionais, mas uma aeromoça deve contar também com outros quesitos, muito de base interpessoal, como:

  • Equilíbrio emocional;
  • Boa comunicação;
  • Empatia com terceiros;
  • Autocontrole em situações adversas.

Se um engenheiro precisa das ferramentas corretas para garantir segurança e qualidade a um galpao metalico, uma comissária de bordo necessita dispor das técnicas corretas para que os passageiros de um voo tenham uma experiência tranquila em suas viagens.

Dica 4 – Cuide bem da saúde

Pode não parecer, mas o trabalho de uma comissária de bordo envolve um número vasto de atividades físicas, com tais profissionais se deslocando com grande frequência para diferentes cidades, estados e até mesmo países, quando se pensa em voos internacionais.

Com longas viagens, as comissárias de bordo precisam se adaptar a jornadas desgastantes, fora outras questões abalados pelo fuso horário de diferentes regiões, que impactam no metabolismo do profissional.

E para cuidar do bem-estar dos passageiros, é preciso antes preocupar-se em ter um certo autocuidado, para que o manuseio de aparelho de pressão arterial esteja destinado apenas aos viajantes do voo, no caso de uma eventualidade, e não aos tripulantes da nave.

Dica 5 – Escolha uma boa foto para o currículo

Pode até parecer uma dica menor em relação às outras orientações citadas, mas o cuidado com o visual é algo primordial para alguém que busca trabalhar como um comissário de bordo, vide a importância de se ter uma boa aparência nessa profissão.

O que não se refere somente a atributos físicos, mas também a qualidade de organização visual do profissional, ou seja, usar vestimentas adequadas ao ofício, além de dispor de expressões positivas, que indiquem uma boa relação do profissional com o público.

A foto no currículo acaba sendo o primeiro passo nesse sentido, destacando o lado profissional dessa comissária de bordo em potencial, logo, nada de fotos usadas em redes sociais e afins.

Por meio dessas técnicas, o ato de conquistar uma vaga de comissária de bordo torna-se possível, destacando as qualidades profissionais do indivíduo, para que todos os benefícios relacionados à área sejam conquistados.

Fora a boa compensação financeira, existe também a possibilidade de conhecer diversos países, viajando mundo afora, quando se alcança um cargo de alta posição na área, realizando viagens internacionais.

E por mais que esse mercado comece a adotar o uso de novas tecnologias, como a aposta da robótica na realização de atividades manuais, o trabalho de um comissário de bordo sempre terá uma grande importância no ramo de viagens.

Isso porque os viajantes buscam sempre um bom atendimento, com um contato adequado por parte dos profissionais, que compreendam as suas necessidades e os ajudem com a resolução de qualquer problema ou dúvida que possa surgir durante o voo.

E se esse tipo de trabalho já é importante quando se pensa em um estabelecimento físico, como um restaurante ou uma loja, tais responsabilidades se multiplicam, quando se pensa no ambiente aéreo.

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

Conheça 9 drinks alcoólicos para o inverno

Conheça 9 drinks alcoólicos para o inverno

Os 10 piores alimentos do mundo

Os 10 piores alimentos do mundo

Dicas para fazer parcerias digitais com outras empresas?

Dicas para fazer parcerias digitais com outras empresas?

Dicas para criar fachadas residenciais bonitas e elegantes

Dicas para criar fachadas residenciais bonitas e elegantes

Vale a pena  investir no esporte?

Vale a pena investir no esporte?

Os três melhores exercícios para ansiedade e depressão

Os três melhores exercícios para ansiedade e depressão