Publicado por Veja Notícias no dia 16/08/2021 as 20:51

Você sabe quais são as diferenças entre mentoria e coahing? No artigo de hoje vamos te explicar quais são essas diferenças.

Muitas pessoas usam os termos mentoria e coaching de forma similar, ou até mesmo alternando entre um e outro na hora de falar de um mesmo serviço. 

Mas, ainda que estas duas atuações profissionais que permitem ganhar dinheiro com seu conhecimento tenham alguns conceitos em comum, elas também têm muitas diferenças fundamentais que precisam ser observadas. 

Vale a pena entender bem o que muda de um serviço para outro, até mesmo para que você, caso queira apostar em si mesmo e começar um negócio em algum destes segmentos, saiba exatamente o que estará oferecendo. 

Mesmo assim, antes de começar a estabelecer as diferenças entre mentoria e coaching, vale a pena entender um pouco a importância de um suporte mais experiente para profissionais que queiram melhorar em suas carreiras ou negócios. 

Siga com a leitura!

Sobre o valor do acompanhamento profissional

O desenvolvimento profissional é fundamental para criar um ambiente no qual todos os colaboradores atinjam o seu máximo potencial. 

Principalmente em tempos de colaboradores millennials, em que estudos já começaram a mostrar que estes configuram um público com maior propensão para permanecer pouco tempo no mesmo emprego, apostar em estratégias de retenção de talentos é fundamental. 

Por exemplo, a Forbes, há pouco mais de um ano, apontou que este é um público que está desiludido sobre o futuro. Tanto é que quase 50% deles pensam em abandonar seus postos de trabalho atuais dentro de, no máximo, dois anos.

Agora, imagine que uma organização tenha que estar renovando grande parte de seu pessoal em um intervalo de tempo tão curto. 

Inclusive, dois anos é mais ou menos o tempo em que alguém está atingindo a melhor compreensão e fluidez em um cargo em particular. 

E qualquer negócio sabe como sai caro estar sempre mudando seus funcionários

Isso implica em ter que abrir novas buscas por candidatos, gastar tempo e dinheiro com seleção, capacitar os novos colaboradores, ter que lidar com os erros típicos de um iniciante, etc. 

Uma forma de estimular os trabalhadores a permanecer mais tempo em uma empresa é exatamente criar um ambiente onde eles percebam que têm espaço para se desenvolver, aprender e para se tornarem melhores profissionais em suas áreas de atuação. 

É aí onde a mentoria ou o coaching podem entrar. Vejamos o que define cada coisa?

Explicando o coaching

Aqui, podemos usar a definição da ICF (Federação Internacional de Coaches) para explicar este campo de atuação:

“processo interativo que ajuda indivíduos e organizações a se desenvolver com mais rapidez e a produzir resultados mais satisfatórios, melhorar a habilidade dos coachees na definição de metas, agir e tomar decisões melhores e fazer um uso pleno de suas forças naturais”

Ou seja, o coaching coloca toda sua atenção em tarefas específicas, em habilidades pontuais e em questões relacionadas ao desempenho. Quem busca um coach, normalmente quer dominar algum aspecto de si mesmo que não está aproveitando ao máximo. 

O coaching costuma ser de curto prazo, ainda que possa durar o tempo que seja preciso, até que um ou mais objetivos sejam atingidos. 

Um programa de coaching tende a ser mais formal, estruturado e rígido. As sessões são agendadas com antecipação, em locais e horários determinados. 

O coach não é necessariamente um modelo, um referente, um profissional a seguir, como no caso dos mentores (que veremos em seguida). Tampouco costuma abrir novas portas para seus alunos, ou apresentá-los a outros profissionais influentes de seu setor. 

Entenda a mentoria

O coaching é uma orientação pontual e com vetor em um único sentido, ou seja, do coach para o coachee. 

A mentoria já é bem diferente, ela é uma relação recíproca, colaborativa, que costuma ter lugar entre funcionários juniors e seniors. 

Outra diferença entre a mentoria e o coaching é o fato de que a mentoria tem um propósito mais global, de acompanhamento e aprendizado, assim como de desenvolvimento da carreira como um todo dos mentorados. 

Um mentor não necessariamente diz ao mentorado o que ele tem que fazer. A relação se baseia mais em compartilhar conhecimentos úteis que ajudam os mentorados a decidirem por si sós.

Percebe a diferença? Um coach é imperativo, um mentor é colaborativo. 

Quem contrata uma mentoria de negócios está em busca de desenvolver mais autoestima, autoconfiança, assim como também entende que a relação é bilateral: o mentorado cresce e o mentor aprende com seus novos mentorados. 

Uma mentoria também costuma incluir etapas de planejamento do processo de mentoring. Nesta fase, identificam-se as necessidades específicas do mentorado, e a partir daí, se organiza a tática que será seguida. 

Para deixar a diferença entre mentoria e coaching mais clara, entenda o seguinte:

O coaching é orientado a tarefas, a mentoria é orientada ao relacionamento. 

Para se tornar um mentor, você, caso tenha interesse em aproveitar sua experiência para criar novos negócios e gerar receita, não precisa de um título de mentor. 

Igualmente, vale muito a pena investir em programas que mostram como criar uma mentoria. Afinal de contas, nem só de experiência vive um mentor. Você também precisa entender questões relacionadas a marketing, para ganhar novos mentorados. 

Além disso, entender como criar um programa eficiente, planejar os conteúdos e adaptar seu acompanhamento para cada caso é fundamental para o sucesso. 

Entendeu melhor quais são as diferenças entre mentoria e coaching? De fato, ambos os programas não são antagônicos, podendo, inclusive, ser complementares. 

Enquanto um mentor orienta em termos gerais, um coach pode ser contratado para que se trabalhem partes específicas, questões mais técnicas de algum procedimento em particular. 

O fato é: todas as formas de aprimorar os conhecimentos, de buscar evoluir em uma carreira ou até ter mais segurança para abrir um negócio são válidas. 

Nem sempre as pessoas que têm potencial para conseguir algo grandioso começam sozinhas. Até Steve Jobs teve seus mentores, assim como Mark Zuckerberg, e outros grandes nomes por trás de empreendimentos que conquistaram o mundo. 

Esperamos que você tenha entendido as diferenças entre mentoria e coaching! Obrigado pela leitura e até nosso próximo artigo!

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos

Conheça alguns dos benefícios da Vitamina D

4 de agosto de 2021

Conheça alguns dos benefícios da Vitamina D

Você sabia que “Vitamina D” é o nome que encontramos para falar sobre algumas substâncias que são consideradas nutrientes importantes para o bom funcionamento do no...