Publicado por Veja Notícias no dia 07/06/2021 as 11:32

O EVP tem sido uma das ferramentas mais importantes para atrair e reter os colaboradores de uma empresa. Mas, já parou para pensar no valor que ela gera para eles? Neste artigo, veja como utilizar o EVP de modo mais eficiente para que não tenha mais problemas com o turnover de funcionários.

Reter um funcionário motivado para o trabalho no dia-a-dia das pequenas, médias e grandes empresas não tem sido uma tarefa fácil.

Ainda mais durante a pandemia do novo coronavírus, instaurada desde março de 2020 no Brasil, potencializando os já altíssimos índices de turnover no país, os quais, segundo a pesquisa da Robert Half, denunciam um aumento de 82% na rotatividade dos funcionários nas empresas entre 2012 e 2018.

Além disso, a taxa de desemprego pode chegar a impressionantes 14,6 % no fim de 2021 segundo o CNI, em matéria publicada em março no UOL.

Outro dado preocupante é o fechamento de muitas empresas durante a crise do covid-19 no país. Conforme o IBGE, 39,4%das empresas paralisadas tiveram que encerrar suas atividades em 2020.

Certamente, esses índices escancaram as dificuldades com as quais as empresas vêm lutando para sobreviver durante esse período histórico para a humanidade.

Porém, é preciso observá-los com cuidado, porque esses dados mostram mais um agravamento de uma crise econômica do que propriamente a causa dela.

Segundo pesquisa do Censo, houve mais fechamento de firmas do que a abertura delas no ano de 2018, incrementando um déficit na sobrevivência de empresas no país com a perda de 382,2 mil entre 2013 a 2018.

Uma das causas para esse número é a falta de atenção que as corporações têm dado na utilização de ferramentas importantes para a retenção de talentos. Uma delas é o EVP. Você sabe como utilizá-la?

Caso não tenha resposta, leia este artigo até o final para entender a importância do EVP, como utilizá-lo para aumentar as chances de sua empresa não ter prejuízos com a constante troca de funcionários e, com isso, manter-se viva e competitiva num mercado tão instável quanto o atual.

A importância do EVP para a sua empresa

O EVP é a sigla inglesa de Employee Value Proposition, que traduzida significa proposta de valor ao colaborador.

Ele é uma estratégia que uma empresa utiliza para atrair os melhores profissionais e deixá-los motivados para seguir na corporação.

É uma política que uma companhia adota para se tornar mais atraente e singular para os futuros colaboradores.

Segundo a matéria da Catho, o depoimento de Isadora Marque elucida ainda mais o conceito de EVP que é “a proposta de valor de emprego de uma empresa, é a estratégia que uma empresa segue para atrair mão de obra que se enquadre ao perfil e tributos da corporação”.

A intenção de uma empresa promover o EVP está em redimensionar o seu employer branding, que é nada mais do que transformar uma corporação em um lugar desejável, satisfatório para os funcionários e futuros colaboradores dessa companhia.

Para entender melhor a sua importância, entenda quais os impactos dessa medida na próxima seção.

Os impactos da política de EVP

Segundo o site Vagas For Business, os impactos mais presentes quando uma empresa adota a política de EVP são as seguintes:

  • Maior chance de recrutar um bom colaborador: Uma das coisas mais importantes para uma empresa é ter um clima organizacional agradável e convidativo para o trabalho. Dessa forma, a empresa se torna mais atrativa para colaboradores mais talentosos, que almejam contribuir com maior satisfação durante o trabalho;
  • Retenção dos colaboradores mais talentosos: Os colaboradores se sentirão mais estimulados para trabalhar num ambiente, cujos líderes os motivem e valorizem ainda mais os seus esforços. Além disso, as empresas, preocupadas com a saúde psicológica e física dos seus empregados, tendem a ter diminuição na taxa de turnover;
  • Os funcionários ficam mais engajados: Já ouviu falar daquela frase: “fulano de tal veste a camisa da empresa”? Bom, segundo a matéria da Vagas, os funcionários que se sentem “satisfeitos com os seu salários, com os benefícios, com o plano de carreira e com o clima organizacional” tendem a se importar com a empresa, fazendo os seus negócios prosperarem;
  • Maior divulgação da marca: Essa é uma consequência bastante positiva. Se uma empresa conseguiu alcançá-la, logo ela está no caminho certo, pois com certeza já toma medidas que valorizam o bem estar dos funcionários. Eles, por sua vez, agem como “embaixadores da marca empregadora”, atraindo mais pessoas para trabalhar no mesmo local, mantendo a imagem positiva da empresa.

Como colocar o EVP em prática?

Existem alguns passos com os quais uma empresa precisa fazer antes de implementar a EVP no seu negócio.

Segundo o blog da Onze, Fintech conhecida no mercado, existem alguns importantes pontos que ajudam o líder de uma corporação a desenvolver melhor e refinar suas práticas na EVP.

Veja como desenvolvê-las para melhorar a força da sua marca.

  • Descubra o diferencial de sua marca: O sucesso de uma empresa está associado principalmente à identidade que ela possui. Antes de elaborar uma estratégia, convém entender qual é o seu valor único que deixa o seu negócio mais atraente do que os outros;
  • Esteja aberto a opiniões de profissionais: Segundo a Onze, é importante que se façam entrevistas com colaboradores e ex-colaboradores, com o objetivo de saber a opinião desses profissionais sobre a organização. Entender os erros e os acertos, deixam um gestor muito mais próximo do sucesso do que do fracasso;
  • Saiba beneficiar os seus colaboradores: Beneficiar os colaboradores vai muito mais além do que os seus próprios salários. Ofereça planos de previdência privada, flexibilidade de horários, planos de saúde e odontológicos, para que seu colaborador se sinta mais motivado e confortável na sua empresa;
  • Oferte planos de carreira mais sólidos: Isso é fundamental para quem quer permanecer numa empresa por muito tempo. Deixe sempre seu profissional motivado a permanecer na empresa, com cursos profissionalizantes e oportunidades de crescimento na corporação;
  • Construa um clima organizacional harmônico: Evite ruídos na comunicação dentro do ambiente de trabalho, pois eles farão com que o seu profissional se desmotive. Portanto, seja o mais claro possível na comunicação, pois isso deixará mais alinhados entre si os interesses corporativos e profissionais de cada colaborador.

Quem teve sucesso com essa prática?

Um dos cases de sucesso mais evidentes com a prática do EVP nas empresas é o da empresária Angélica Madalosso, que em entrevista para o Jornal do Comércio, conta como criou sua empresa de “consultoria de educação corporativa”, pelo menos é assim que se define no site da marca ILoveMyJob.

Na reportagem, a empresária ressalta exatamente o impacto da prática de EVP nas empresas, mostrando que “o employer branding não é apenas comunicar os diferenciais de uma marca empregadora. É principalmente fazer com que o colaborador dissemine essa mensagem no seu dia a dia. Quando alguém compartilha que ama o seu trabalho, ele também promove a empresa da qual faz parte”.

O grande lema da empresa de Angélica, segundo o site da empresa de consultoria, é transformar dificuldades em histórias motivadoras para inspirar qualquer colaborador de uma empresa.

“Acreditamos que nosso trabalho é um ponto de reinício na vida corporativa, pois revelamos a oportunidade dentro da adversidade, gerando possibilidades de desenvolvimento. Por meio de experiências transformadoras mostramos estratégias para pessoas e equipes reescreverem suas histórias.”, conta o texto disponível no site.

Veja Notícias

Veja Notícias

O Veja Notícias é um portal de variedades para leitores de todo o Brasil.

Outros artigos